7 de Maio de 2015

Report: notícias

mobilidade urbana em discussão no RJ

As estratégias que as empresas vêm adotando em busca de uma mobilidade mais racional e sustentável foram o mote do workshop Mobilidade Urbana, organizado pela Report em parceria com a SulAmérica e o Instituto Ethos. Realizado na tarde de ontem (6) no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro, o evento promoveu apresentações e debates com representantes de empresas como Petrobras Distribuidora, o consórcio Invepar, Dataprev, Embratel, SOS Odonto e a própria SulAmérica, além de membros do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e das organizações não-governamentais Rio Eu Amo Eu Cuido e Agência de Notícias das Favelas, além de pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O workshop integra os esforços da Report para entender os desafios atuais e futuros da mobilidade urbana e oferecer soluções integradas para as empresas. “Já passou da hora de a mobilidade ser considerada na gestão de sustentabilidade das corporações”, afirmou Álvaro Almeida, sócio-diretor da Report, na abertura do evento.

Ronaldo Balassiano, professor e pesquisador de Engenharia dos Transportes da UFRJ, fez a primeira apresentação da tarde, delineando as mudanças previstas na mobilidade urbana do Rio de Janeiro no contexto da preparação para os Jogos Olímpicos de 2016. Novos corredores de ônibus expressos, a inauguração do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a integração entre modais são alguns dos destaques. "Os Jogos Olímpicos de 2016 devem ser um ponto de partida para um processo transformador para os transportes públicos da cidade", disse Balassiano.

Em seguida, Reginaldo Magalhães, presidente do Uniethos, detalhou o estudo “Desafios e estratégias empresariais para mobilidade sustentável”, realizado em parceria com o Instituto Invepar.  Ao mapear e quantificar impactos positivos e negativos da mobilidade sobre o desempenho das empresas, a ideia é mostrar que podem surgir oportunidades de negócios ligadas ao tema. “É o momento de as companhias incluírem a mobilidade em suas propostas de valor”, declarou Magalhães.

Já Maurício Born, consultor especializado em mobilidade, falou sobre o programa-piloto desenvolvido em conjunto com a Report para a Serasa Experian. Foram mapeados os métodos de deslocamento e as distâncias percorridas pelos funcionários; os dados fundamentaram um conjunto de recomendações e políticas internas para otimização dos deslocamentos da equipe (leia mais sobre o projeto aqui).

No encerramento, os participantes se dividiram em três grupos e discutiram soluções focadas em três temas específicos: redução da quantidade de deslocamentos, flexibilização de viagens e de atividades e o incentivo a transportes mais sustentáveis. Entre os tópicos levantados, a busca de formas lúdicas para estimular o compartilhamento de meios de transporte e ideias para incorporar o conceito de trabalho remoto à cultura das empresas.